12-17,

ESTAÇÃO DE CANOAGEM DE ALVEGA

Na praia fluvial de Alvega, com a mesma área e volume da anterior construção, localiza-se o novo edifício da estação de canoagem. A sua proximidade ao rio Tejo, numa zona regularmente inundada durante o inverno, determinou a sua posição no terreno, elevado do chão – aumentando a permeabilidade do terreno – e o revestimento das suas paredes, com uma solução de perfis de plástico reciclado negro, com bom desempenho ao choque de objetos que possam ser transportados pelo rio e, simultaneamente, permeável à força da água. Internamente dividido em três corpos, que poderão ter gestão diferenciada, o volume é constituído por uma cafetaria, área de depósito de embarcações e balneários de apoio à praia. A área de esplanada, churrasco e a escadaria, potencialmente utilizável como anfiteatro, constituem espaços de apoio à utilização de carácter comunitário que já ocorria no local.

 
  • Enquadramento
  • Fachada Norte
  • Fachada Este
  • Fachada Sul
  • Perspectiva exterior
  • Perspectiva exterior
  • Perspectiva exterior
  • Perspectiva do corredor exterior
  • Perspectiva exterior nocturna

Enquadramento  

Francisco Nogueira  

Fachada Norte  

Francisco Nogueira  

Fachada Este  

Francisco Nogueira  

Fachada Sul  

Francisco Nogueira  

Perspectiva exterior  

Francisco Nogueira  

Perspectiva exterior  

Francisco Nogueira  

Perspectiva exterior  

Francisco Nogueira  

Perspectiva do corredor exterior  

Francisco Nogueira  

Perspectiva exterior nocturna  

Francisco Nogueira  

Autores
Ateliermob

Colaboradores
Vera João, Ana Luísa Cunha, Rita Aguiar Rodrigues, Carine Pimenta, João Afonso Almeida, Mariana Simões, João Torres e Sophia Walk

Especialidades
Estabilidade: José Pedro Venâncio e Maria do Carmo Vieira, BETAR;
Instalações Hidráulicas: Andreia Cardoso, BETAR;
Instalações Elétricas e ITED: João Pedro Osório;
Térmica: Sílvia Dias;
Acústica: Leila Anselmo

Promotor da obra
Câmara Municipal de Abrantes

Tipo de encomenda
Concurso

Data
2010-2014

Local
Abrantes